domingo, 29 de janeiro de 2012

Não consigo viver o REAL e o IDEAL. O que faço?

  
 Na estrada da vida existem duas vias: O caminho IDEAL e o caminho REAL. Na nossa dinâmica de vida, constantemente você é desafiado a escolher um desses caminhos. No entanto, se você não consegue escolher um dos dois, você fica parado. Uma vez parado, você não evolui, atrofia, regride e adoece.

   Jesus uma vez teve que explicar essa diferença. E o exemplo levantado foi do divórcio. Jesus foi franco ao dizer que o IDEAL é que o homem não se separe devido ao princípio espiritual de que “o que Deus uniu, que não separe o homem”. Para mostrar o contraste com relação ao IDEAL, as pessoas que ouviram Jesus, o questionaram com a REALIDADE. Perguntaram então por qual motivo Moisés liberou a carta de divórcio. A resposta de Jesus foi direta: “por causa da dureza do coração de vocês”. Em outras palavras, por causa da REALIDADE de vocês. Ou seja, o IDEAL é que não se separe, mas se não há como viver o IDEAL, então, viva o REAL de uma forma responsável. O que não pode ocorrer é ficar parado, vivendo a angústia por não conseguir viver o IDEAL e ficar vivendo uma constante aflição com isso.

  A lógica por trás disso, caro leitor, é que você precisa viver e construir a sua história. Seja pela via do IDEAL, ou pela via do REAL.

  Diversas pessoas vivem presas a aflições porque não conseguem viver o IDEAL que elas projetaram ou que a família e religião ensinaram. Como consequência, não se desenvolvem, não são felizes.

  A Bíblia mostra o exemplo do divórcio para nos ensinar esse conceito. Mas, podemos falar outros.

  OPÇÃO SEXUAL

  Tem alguns homens e mulheres que tem conflitos com a sua opção sexual. Percebem, por exemplo, que não são heteros, e sim, homossexuais. Ao invés de assumirem essa realidade, passam a viver um conflito porque o IDEAL da sua tradição familiar, ensinamentos religiosos não o ensinaram assim. Ao não assumir o REAL passa a viver uma vida de hipocrisia, sofrimento, vícios e até suicídio. Se você não consegue viver O IDEAL que a sua religião ensinou ou família, seja maduro para assumir a realidade. Seja verdadeiro com você e continue vivendo.

FINANÇAS

  Existem pessoas que o IDEAL de vida feliz é ser rico. No entanto, o REAL mostra que elas são pobres. Ao ter a dificuldade de viver essa realidade, não conseguem pacientemente trabalhar e estudar para conseguir uma vida melhor. Passam então a se envolver em financiamentos e empréstimos diversos para poder ter uma vida que não irão conseguir sustentar por muito tempo. Como consequência, se tornam mais pobres, se tornam em alguns momentos mentirosas tentando viver um status que não tem. Mentem, por exemplo, no Facebook ao dizer, por exemplo, que estão viajando para determinado lugar, mas, na verdade estão em casa.

  RELACIONAMENTO

  Pelos seus sentimentos e percepção, você pode dizer que o IDEAL era namorar ou casar com uma determinada pessoa. Mas, a vida REAL não proporciona isso, a pessoa que você queria, se relaciona com outros que na sua avaliação não seria o IDEAL. Ao não ter estrutura para lidar com o REAL, você corre o risco de viver uma esperança utópica de que um dia você vai conseguir aquele determinador amor ou faz algumas simpatias para isso.

  Poderia descrever vários exemplos. Mas, acredito que o entendimento você já alcançou.

  Se não consegue viver o conceito do IDEAL, elabore e passe a andar naquilo que a vida colocou como REAL.

  Por fim, aprenda duas coisas:

  PRIMEIRO: Viver o REAL possibilita estrutura para alcançar o IDEAL ou mudar este último conceito. Ao ponto, de perceber que o REAL, na verdade era o IDEAL que você sempre quis.

  SEGUNDO: Viver a realidade de hoje não significa que será a realidade de amanhã. A vida é dinâmica, pois tudo muda. Sendo assim, mude a sua mente.

  Pense nisso!

Pedro Henrique Curvelo
Janeiro de 2012

4 comentários:

Ana Cavalcante disse...

Gostei muito do seu texto Pedro, seria legal ter algo falando entre o Ideal e o Real no meu blog ;)

VITOR HUGO RAPOSO disse...

CARA ENTENDI BEM O SEU CONCEITO, PORÉM NEM SEMPRE O MEU REA VAI SER ACEITÁVEL, POIS JESUS NOS ENSINA A NÃO NOS CONFORMARMOS COM O PRESENTE SÉCULO, SE EU ME CON FORMAR COM MINHA REALIDADE ATUAL, COMO NO CASO DO HOMOSEXUALISMO, SE EU ACEITAR UMA REALIDADE DISTORCIDA POR UM MUNDO DEPRAVADO, VOU ACABAR ACEITANDO UMA ENFERMIDADE ESPIRITUAL COMO SENDO IDEAL PARA MINHA VIDA E, ASSIM, ESTAREI DECRETANDO UMA VIDA DE MISÉRIA PARA MIM. PENSE NISSO, NEM SEMPRE ACEITAR O REAL É O IDEAL.

VITOR HUGO RAPOSO disse...

CARA ENTENDI BEM O SEU CONCEITO, PORÉM NEM SEMPRE O MEU REA VAI SER ACEITÁVEL, POIS JESUS NOS ENSINA A NÃO NOS CONFORMARMOS COM O PRESENTE SÉCULO, SE EU ME CON FORMAR COM MINHA REALIDADE ATUAL, COMO NO CASO DO HOMOSEXUALISMO, SE EU ACEITAR UMA REALIDADE DISTORCIDA POR UM MUNDO DEPRAVADO, VOU ACABAR ACEITANDO UMA ENFERMIDADE ESPIRITUAL COMO SENDO IDEAL PARA MINHA VIDA E, ASSIM, ESTAREI DECRETANDO UMA VIDA DE MISÉRIA PARA MIM. PENSE NISSO, NEM SEMPRE ACEITAR O REAL É O IDEAL.

Pedro Henrique Curvelo disse...

Olá, Vitor! Tudo bem, meu irmão?

De fato: Nem sempre viver o real é o ideal.

No entanto, devido a natureza caída do homem, uma vez que ele não quer o arrependimento ou insistir naquilo que ele considerou como o ideal, o que ele vai fazer? Vai viver o real (por mais que seja uma realidade doentia) ou ficar atrofiado sem viver, mas tendo dentro um eterno conflito entre real x ideal.

No texto coloquei o exemplo de Jesus com o casamento. Deus não quer que ninguém se separe, mas como a natureza do homem é caída, Moisés deu carta de divórcio.

É o mesmo que ocorre em apocalipse quando Jesus fala: “continue o limpo a se limpar” e o “sujo a se sujar”.

É o mesmo que ocorreu com Judas, quando Jesus falou “o mal que vc quer fazer, faça logo”. Ora, Jesus não queria que Judas o traísse e sim que renunciasse aquela intenção (IDEAL), mas como Judas não renunciava aquela sugestão do diabo, então seria “um mal menor” ele trair logo. Pois ficar alimentando muito tempo aquele sentimento sem renunciar e sem praticar, geraria uma loucura e um mal maior.

Fica a vontade para comentar sempre que quiser no Blog.

Deus continue te abençoando grandemente, vc e sua família

abs